28 de dezembro de 2008

Como produzir ou desenvolver o Vibrato?

(Em resposta à questão da Isa)

Muitos mitos existem à volta deste tema...

Um vibrato natural é indicador do verdadeiro Canto saudável: uma voz bem centrada é capaz de nuances e detalhes delicados, enquanto permanece vibrante de vida e sentimento. Uma voz hesitante (com vibração frouxa) não é subtil nem expressiva, e um vibrato não-natural torna impossível uma afinação exacta. Verificamos que uma voz bem equilibrada se encontra em harmonia em todo o seu conjunto, enquanto mantém a sua individualidade, e que uma voz desequilibrada origina conflitos tonais, acústicos e musicais.

O vibrato na voz é natural por duas boas e óbvias razões: em primeiro, as cordas vocais vibram para produzir som, e em segundo, o diafragma, crucial tanto para as dinâmicas estruturais da voz como para o seu conteúdo emocional, encontra-se em constante movimento subtil, espelhado pelo palato mole. Lembremos também que o mecanismo de suspensão da laringe não é estacionário: o seu efeito estabilizador é sustentado de forma elástica. Uma coordenação precisa destas dinâmicas físicas assegura que o vibrato permanece natural e que não se torna desenfreado ou intrusivo.

O vibrato natural da voz cantada é uma ferramenta da sua projecção, significativa de vida, e facilita a emoção genuína na vocalização. A falta de vibrato significa, em termos expressivos, falta de vida e/ou de conforto físico. A emoção com um vibrato natural, por outro lado, pode ser profunda e intensamente tocante.

O vibrato torna-se indomável quando uma voz perde a sua integridade e equilíbrio: quando, por exemplo, se tem de lidar com música “pesada” de forma inapropriada, ou quando uma voz é encorajada a soar mais madura ou “operática” de forma artificial. Uma voz hesitante é aquela que não se encontra suficientemente ou livremente ancorada, e que exige um “apoio” calculado e artificial. Uma voz saudável mantém sempre a sua flexibilidade, a sua capacidade de ser incisiva e a sua beleza jovem.

Daqui concluímos que o treino do Canto é a única forma de gerar e/ou desenvolver o vibrato natural, através de uma correcta e equilibrada tonificação e relaxamento (simultâneos) de toda a estrutura muscular do aparelho fonador. Existem vozes que vibram sem qualquer treino técnico como base, mas mesmo essas, através da formação prática, irão ganhar em precisão, qualidade e abertura desta característica da Voz.

Se grande parte da estrutura vocal, como a língua, o palato mole, a faringe, a laringe (que inclui as cordas vocais), o diafragma e os músculos inspiradores e expiradores, entra em vibração aquando da produção da Voz Cantada, então é natural que o som oscile, através de pequenas variações na altura do som!

Alguma Bibliografia:
· HARRISON, PETER T. (2006), The Human Nature of the Singing Voice, Edimburgo, Dunedin Academic Press.
· LINKLATER, KRISTIN (1976), Freeing the Natural Voice, New York and Hollywood, Drama Publishers – Quite Specific Media Group Ltd.
· McCALLION, MICHAEL (1998), The Voice Book, Londres, Faber and Faber.

24 comentários:

Ricardo disse...

Eu quero vibrato,,,, QUESTÃO NUMERO 1. como arranjar um vibrato perfeito num dia??? XD nao respondas

beijoca =) ta giro o blog

Ana Celeste Ferreira disse...

Acho que só no supermercado, provavelmente junto aos pacotes de pudins e mousses instantâneas... :)
Misturas com água, vai ao frio e Voilá! = vibrato perfeito num dia!

Se não encontrares no supermercado, é porque não é possível... :D

Beijinhos*

Isa disse...

Obrigada pela resposta. Fiquei com esperanças de um dia poder alcançar essa "perfeição".

O meu problema é que desde sempre que tenho a voz sem qualquer vibrato e sempre tive optima afinação vocal, mas com esta ideia de tentar melhorar, de tentar corrigir os meus defeitos e "impor" o vibrato, começei a alterar aquela tal afinação que sempre possuí. Agora, por vezes, algumas notas já não são controladas e saem ligeiramente ao lado.
Enfim... acho que em vez de melhorar piorei.
(Enviei-lhe um email à uns dias a prepósito das aulas particulares, gostaria muito de obter resposta)

Obrigada.

Ana Celeste Ferreira disse...

Querida Isa,

Pois, realmente com treino adequado a voz adquire o vibrato, sem que haja prejuízo ao nível das outras características da Voz!

Vou responder ao seu email ainda hoje!

Beijinhos e obrigada! Disponha sempre...

Rafa Strey disse...

Olaa gostaria se puder me mandar por email dicas de como obter o vibrato detalhadas e/ou exercício estou desesperado prq ter vibrato meu email eh rafasm91@gmail.com e Obrigado

Ana Celeste Ferreira disse...

Olá Rafa, boa tarde!

Pode ler neste artigo sobre o Vibrato:
"Daqui concluímos que o treino do Canto é a única forma de gerar e/ou desenvolver o vibrato natural, através de uma correcta e equilibrada tonificação e relaxamento (simultâneos) de toda a estrutura muscular do aparelho fonador."

Isto quer dizer que não existem fórmulas nem exercícios que se possam indicar para desenvolver o vibrato; apenas o treino completo e regular da voz o irá desenvolver.

Por outro lado, não poderá ser nem seguro, nem saudável ou mesmo eficiente desenvolver a voz e o canto através de "exercícios prescritos", sem a orientação de um formador.

O facto de não se conseguir aperceber ou ouvir se está a praticar de forma correcta os exercícios, numa fase inicial de aprendizagem do Canto, pode fazer com que eles resultem mais prejudiciais do que benéficos, tanto para a voz e para a sua saúde vocal.

Qualquer dúvida, é só perguntar! :)

Beijinhos afinados*

Anónimo disse...

Olá Ana boa tarde!
Gostaria de saber se é preciso dar uma pausa estendida no final de uma palavra para realizar o vibrato,ou se pode vibrar assim q a palavra terina?
Aguardo resposta...bjuuu

Gleydson Batista

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Saga disse...

Olá Ana, eu não sou cantor profissional nem nada, apenas amador... acho que por volta dos doze ou treze anos aprendi a usar o vibrato através da garganta, no entanto, cantores líricos o fazem pelo diafragma (estou correto? XD), bem eu ouvi falar em alguns exercícios para "vibrar o diafragma" mas acabou não surtindo muito efeito, a questão é que hoje fui dar uma cantarolada com a voz totalmente relaxada, mas eu percebi uma suave vibração na voz ( e meu gogó não estava tremendo como no usual vibrato gutural) será que é vibrato natural, ou algo do tipo??? E percebi maior facilidade em tons mais baixos de realizá-lo

Andrea disse...

Olá, Ana.
Gostei demais de seu artigo sobre vibrato. Não tenho vibrato, nem uma voz poderosa. Tenho boa afinação, adquirida com o estudo de piano e canto coral e um bom timbre. Sempre li artigos sobre canto e estudava sozinha, tentando encontrar a melhor colocação de minha voz.
Foi somente depois de ter começado aulas de canto é que entendi quanta diferença faz ter um profissional te orientando.
Concordo com você quando disse que, sem ajuda de um professor, dificilmente a pessoa terá resultados significativos.
Com orientação adequada pude ver minhas reais deficiências.

Muito obrigada pelos artigos!

Vanessa disse...

sweetvan
um dia ja tive uma voz razoavel para o canto. Só que quando eu ouvia alguem cantar melhor do que eu eu simplismente não cantava mais.
Hoje minha voz ja perdeu muitas coisas
e hoje vejo como estou bem desafinada.
é possivel que minha voz melhore com aulas e tecnicas vocais.
tenho dificuldade em respirar pelo diafragma e para completar minha voz é anasalada.
Com relação ao vibrato sempre sonhei mias nunca consegui . apenas por 1 a 2 segundo da uma vibradinha porém não consigo estendê-lo.sera q tambén é possível? amei seu post...

Ana Celeste Ferreira disse...

Olá Saga, bom dia!

Encontra a resposta às suas questões no próprio artigo acima! :)

Sim, é natural que seja difícil conseguir um vibrato natural quando estamos habituados a "forçá-lo" e a fazê-lo artificialmente, e apenas o treino integral da voz (aulas de canto) irá possibilitar o desenvolvimento do vibrato natural, pela tonificação de todo o sistema!

Qualquer outra questão, é só perguntar!

Beijinhos bem vibrados* :)

Ana Celeste Ferreira disse...

Querida Andrea,

Obrigada pelo seu comentário!

Ainda bem que está a desenvolver a sua voz com aulas, é que realmente (como notou) é a única hipótese de a voz se expandir!

Sem um "treinador" ninguém consegue treinar de forma correcta e eficiente nenhuma modalidade física, e um cantor é um atleta em todos os sentidos do termo, além de um artista! :)

Qualquer coisa de que precise, disponha à vontade! :)

Beijinhos e continuação de óptimas cantorias* :)

Anónimo disse...

Eu sou isaac, antes tive orientações de um profissional mas que o curso não teve um tempo determinado,eu preciso vibrar com perfeição,quais são os segredos de ser um profissional no vibrato?

HajimeSavio disse...

Olá Ana,

Eu geralmente estou lendo sobre canto e o que encontro sobre vibrato é isso mesmo que você escreveu: Vibrato se desenvolve, não é de um dia pro outro. O que é uma pena :)

Eu participo de um coro, e nele eu sou Baixo. Acontece que eu não possuo vibrato nenhum. Será que quanto mais grave, mais difícil? Tem um outro amigo meu que também canta como baixo, e possui um vibrato natural incrível e - de acordo com ele - ele não consegue controlar, só sai. Já os tenores a maioria possui. O maestro não tem tempo pra ensinar individualmente, e aí quem sabe um pouco de técnica passa para os outros, mas eu fico bastante desanimado por não conseguir.

Será que a única solução é eu fazer aulas de canto particulares?

Ana Celeste Ferreira disse...

Olá HajimeSavio,

Pois, a única hipótese será mesmo o desenvolvimento da voz através da formação...

Lembro-me que quando iniciei o Conservatório a minha voz não vibrava, ao contrário de algumas colegas que, mesmo estando a começar a formação como eu, já o tinham "instalado".

É muito natural algumas pessoas terem vibrato na voz mesmo antes de iniciarem a formação, como é natural outras não o terem. Desenvolver os motivos resultaria em mais 2 ou 3 artigos! :)

Mas a resposta à sua questão é sim, a melhor solução, a vários níveis, será desenvolver a sua técnica individualmente, em paralelo com o trabalho coral! Quando os resultados começam a surgir aos poucos o desânimo acaba por desaparecer! :)

Beijinhos vibrados*

K.010 disse...

Olá Ana

Tenho alguma experiência em canto, pois frequento um coro universitário, e mais alguns grupos em que dou uso à minha voz. Sempre gostei de cantar num registo mais Jazz, e recentemente entrei num grupo de Fado. As minhas principais dificuldades são prolongar as notas, não as "cortar" repentinamente e, apesar de ter um bom vibrato, gostaria de o fazer com mais facilidade e naturalidade não só no fim das palavras/frases da música, mas à medida que vou cantando a letra... O meu vibrato também fica comprometido quando aumento o volume da voz ou a projeto mais.
O que me aconselha?

Beijinhos

Anónimo disse...

Ola! Muito bom esse teu artigo sobre vibrato. Essa é uma boa ferramenta para tirar alguns pré-conceitos errados que as pessoas criam sem perceber sobre o canto.
Como meu professor e amigo me diz "para se cantar não se deve ter pressa, é apenas relaxar, apoiar e soltar a voz".
Nesse final de ano estarei prestando vestibular para canto lírico, me deseje sorte.

Ana Celeste Ferreira disse...

Querido K.010,

De facto, aconselho apenas o que já aconselhei antes: a única forma de desenvolver o vibrato natural será através de formação em canto, através do treino de todas as vertentes da voz, para que ele se desenvolva.

Tenho vários alunos fadistas (sou professora de todos os solistas do Grupo de Fados de Medicina do Porto desde 2005, por exemplo), e normalmente as vozes começam a vibrar naturalmente após 1 ou 2 anos de formação. Em alguns casos excepcionais são apenas necessários uns meses, em outros são necessários mais de 2 anos.

Só mesmo desenvolvendo o canto, como explicado no tópico, não há fórmulas instantâneas! :)

Beijinhos bem vibrados* :)

Ana Celeste Ferreira disse...

Querido Anónimo, :)

Muito boa sorte para o seu vestibular no final do ano!!!

Beijinhos a fazer figas* :)

Anónimo disse...

Olá,fiz aulas de canto um tempo,e tenho vibrato excessivo na minha voz,o que com o tempo começou a me incomodar.Hoja não faço mais aulas,mas existe alhum exerc´cio que me ajude a controlar o vibrato da minha voz?

LeoComandos disse...

Olá primeiramente parabéns pela iniciativa de ajudar quem quer ter uma voz mais bonita e tocante. Canto casualmente para amigos e recebo críticas de que quero imitar o cantor e por isso minha voz arranha de vez em quando gostaria de saber como treinar meu vibrato pra isso não acontecer obrigado.

Anónimo disse...

Olá! Como distinguir vibrato de voz trêmula? Estou tentanto o vibrato cantando, como já foi aqui colocado, mas a impressão que me fica é de que a minha voz trem, e não vibra...

Ana Celeste Ferreira disse...

Olá aos últimos 3 postantes, :)

Em resposta às vossas questões, e conforme se lê no artigo:

"Daqui concluímos que o treino do Canto é a única forma de gerar e/ou desenvolver o vibrato natural, através de uma correcta e equilibrada tonificação e relaxamento (simultâneos) de toda a estrutura muscular do aparelho fonador. Existem vozes que vibram sem qualquer treino técnico como base, mas mesmo essas, através da formação prática, irão ganhar em precisão, qualidade e abertura desta característica da Voz."

Espero ter esclarecido! Não existem de forma alguma exercícios que eu ou qualquer outro professor possa recomendar à distância, sem ouvir a voz e sem experimentar e acompanhar o processo.

E por favor, desconfiem do conhecimento ou da seriedade de quem tentar fazê-lo...

Beijinhos afinados* :)